Após analisar com calma a situação de sua empresa e todas as possibilidades de se ter aceso a capital você chegou à conclusão de que uma entrada de dinheiro é o que falta para dar o próximo salto! Agora é só ir lá e conseguir o dinheiro, certo? Bem, não é tão simples. Independente de qual caminho você resolveu seguir, é sempre necessário se preparar para não cair em armadilhas e aumentar suas chances de conseguir uma negociação favorável.

Cada forma de captação possui suas particularidades, sendo que algumas necessitam de preparação e esforços bem maiores, dependendo do risco envolvido para o investidor. um banco irá pedir muito menos garantias do que um investidor de risco, por exemplo, a nal ele possui muito mais garantias de que irá receber seu dinheiro de volta, incluindo juros.

Se você já fez os preparativos, é hora de botar para fazer e ir atrás do dinheiro! mas que atento a todos os detalhes e riscos necessários para uma boa captação.

VAI PEGAR UM EMPRÉSTIMO? PESQUISE!

Um empréstimo pode ser uma solução rápida para se levantar capital, mas não deixe que isso seja um motivo para você.

Sair correndo e tentar conseguir o dinheiro o mais rápido possível. Existem vários bancos e várias linhas de crédito disponíveis no mercado, sendo que algumas podem ser bem mais vantajosas que outras.

A primeira pergunta que deve ser feita é: a quais linhas de crédito eu tenho acesso? isso depende de vários fatores, como tamanho da empresa, mercado em que ela opera, saúde nanceira e o histórico de crédito que ela possui. com essa lista em mãos, é fácil saber quais são as modalidades de crédito mais vantajosas e ir direto a elas.

Veja algumas boas práticas para os tipos de empréstimo mais comuns do mercado:

Empréstimos Bancários

um empréstimo bancário possui duas características às quais todo empresário precisa car bastante atento: o fato de
ser um capital relativamente rápido de se conseguir e a quantidade de bancos que estão no mercado. ou seja, é importante evitar a pressa para se conseguir o dinheiro, uma vez que há várias opções de bancos disponíveis e uma pesquisa aprofundada é crucial para se encontrar o melhor banco para o empréstimo.

Se você se preparou bem para pedir o empréstimo já sabe o que pode oferecer como garantia (quanto mais garantias, menores as taxas de juros) e como pretende pagar as prestações. Faça uma planilha com todos os bancos com que irá falar e coloque as condições que eles ofereceram de acordo com todas as informações que você forneceu a eles. somente após visitar todos os bancos e preencher essa planilha é que uma decisão deve ser tomada. não caia na armadilha de pegar o empréstimo no seu banco atual só porque você tem uma boa relação com o gerente. Apesar de isso ajudar, somente uma pesquisa completa te dará a resposta real da melhor opção a ser tomada.

Linhas de fomento e cartão BNDES as linhas de fomento são uma ótima maneira de se fugir dos altos juros que podem incidir em empréstimos bancários, já que são linhas destinadas a impulsionar algumas atividades de interesse do governo. obviamente é um dinheiro mais difícil de se conseguir e o processo é um pouco mais demorado, mas não deixe isso te desanimar. No final das contas as taxas realmente valem a pena. o principal órgâo de fomento é o BNDES, porém existem outras linhas de fomento de órgãos como a FINEP, FAPESP, e demais entidades estaduais. fique atento aos editais.

Existem várias linhas de fomento disponíveis no BNDES, sendo
que essas variam de acordo com a necessidade de sua empresa, incluindo: capital de giro, aquisição de máquinas, investimento em tecnologia, entre outros. para você saber a qual dessas linhas você tem acesso use o simulador mais BNDES.

SUBVENÇÃO ECONÔMICA REQUER ATENÇÃO AOS DETALHES

Conseguir capital através desubvenção econômica é uma tarefa burocrática, afinal, é um investimento público que pode ou não ser reembolsável e o governo busca garantir queestá investindo bem o dinheiro do contribuinte.

O primeiro passo para se levantar dinheiro através de subvenção é acompanhar as chamadas públicas feitas pelos órgãos governamentais como a finep (veja as chamadas em aberto nesse link). Esses órgãos sempre disponibilizam um edital com todas as regras a serem seguidas, então é importante ler com calma para não perder sua chance por causa de algum detalhe. A rigidez nesses processos costuma ser bem alta.

 

Quer um investimento? O importante é organizar-se.

A presença do Capital de risco no brasil está em acelerado crescimento,
 com cada vez mais fundos de VC (Venture Capital) presentes no Brasil e interessados em investir em empresas de alto potencial de crescimento no país.

Como já foi dito anteriormente, esse tipo de investimento é o mais caro disponível pois o investidor ca com uma parte da empresa, mas por outro lado o empreendedor não se endivida no processo.

O processo de levantamento de capital de risco é geralmente complicado e demorado, é muito comum que um empreendedor que mais de 6 meses em captação (isso se ele realmente conseguir o investimento), o que toma bastante tempo e paciência. os investidores se tornarão sócios da empresa, a final. Logo, é comum que eles queiram conhecê-la a fundo e ter con ança de que estão entrando em um bom negócio.

 

Prepare sua História

mas o que é uma boa história? É óbvio que não estamos sugerindo que você conte, literalmente, a história de como sua empresa nasceu e cresceu. uma boa história significa contar para o investidor a razão pela qual ele deve escolher você. Essa história deve incluir:

  • O problema que sua empresa irá resolver
  • Tamanho do mercado
  • Sua solução
  • Seus números
  • Porque você (e seu time) são as pessoas ideais para executar a ideia.

Com essas informações feitas é hora de montar uma apresentação, chamada de slide deck, e treinar várias e várias vezes até que você consiga apresentá-la de olhos fechados. Além disso, com a sua história bem clara na sua cabeça, fica muito mais fácil fazer seu Elevator Pitch, uma apresentação rápida e concisa da sua empresa. Tente mantê-la com mais ou menos 30 segundos de duração, ou seja, tempo suficiente para conseguir apresentar sua empresa caso você encontre com um potencial investidor no elevador. E não basta só apresentar sua empresa, o investidor precisa, através do pitch, sentir o sonho do empreendedor.

 

Faça uma lista de investidores

Todo empreendedor deve ter em mente que um investidor irá se tornar um sócio na empresa e por isso deve ser escolhido com bastante cuidado. dependendo do tipo de investimento, maior é a participação do investidor nas atividades da empresa. Enquanto um investidor anjo pode simplesmente te dar o dinheiro e pedir algum feedback de vez em quando, um Venture Capital muito provavelmente terá participação no conselho da empresa, pedirá relatórios frequentes, etc.

Ao buscar um investidor tenha em mente que essa será uma relação
de longo prazo, então é importante pesquisar bastante para saber quais investidores podem ser uma boa escolha para sua empresa. veja o histórico de investimento, converse com outras empresas que já foram investidas, converse com pessoas do mercado, etc. Faça com eles o mesmo que eles farão com você e aprenda o máximo possível.

Hora de entrar em contato

Uma vez selecionados, crie uma planilha com uma lista de todos os investidores e informações relevantes sobre eles, como pessoa de contato, se já foi contactado ou não, informações sobre o fundo, entre outras. É essa planilha que irá te guiar durante o processo de contactar e se relacionar com cada um dos investidores. Agora é o momento de entrar em contato com eles, mas não pense em correr para o telefone ou para o seu email! Nesse estágio, o networking é rei! veja na sua rede de contatos quem pode te recomendar ou simplesmente apresentar a algum investidor. As chances de você conseguir uma reunião assim é muito superior do que um email do nada.

Coloque um prazo

Assim que você começar a contactar os investidores irá notar que esse processo é similar a um funil:
De 50 contatos, 20 responderão, 10 farão uma reunião e 2 ou 3 irão se interessar pela sua empresa, por exemplo. por causa disso é bom se manter organizado e, mais importante ainda, colocar uma data nal para sua captação, senão esse processo pode se arrastar indefinidamente. a razão para isso ser importante é porque muitas vezes investidores, mesmo interessados em seu negócio, irão aguardar para ver como a empresa está andando e até onde ela vai, o que diminui suas incertezas. Se não houver concorrência ou um prazo final, isso pode durar um bom tempo. Quando seu prazo final chegar, os investidores interessados irão ter que tomar uma decisão e, caso não haja nenhum, é um bom momento para se considerar outras alternativas para a obtenção de capital.

 

Vamos Captar

 


 

 

TRANSFORME AGORA SUA NECESSIDADE EM UMA SOLUÇÃO REAL

Campos marcados com * são requeridos

CONTATO

Envie uma mensagem e responderemos o mais breve possível.

Enviando

©2018 i9Startups - Plataforma de ignição da sua idéia.

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account